sábado, 29 de junho de 2013

"Mas eu só queria dizer que dói não falar com você e que a cada minuto que eu vejo você on-line sem me chamar eu sinto que não tenho valor nenhum pra você. Que eu me enganei em pensar que um dia nós teríamos qualquer coisa além de uma amizade, que, para você, não era de muita importância. Mas só se lembre de que, para mim, você não era só mais um, e nunca vai ser.
Desculpa pelas noites noites que eu insisti pra você não sair, ou das idiotices que eu te falei. Sei que você não deve nem se lembrar da maior parte delas, mas tudo aquilo valeu a pena pra mim. Mesmo que tenha acabado em nada e que mais uma vez eu tenha sido a tonta da história. Minhas sinceras desculpas..."
-Um sms que te escrevi, que com certeza não ia mandar por falta de créditos.

domingo, 23 de junho de 2013


"Cara, você sabe a falta que me faz? Eu imagino que não.
Você não imagina a saudade que sinto das nossas conversas bestas sem sentido...
De quando eu raramente respondia seus sms e você me respondia com tanta felicidade que me fazia sorrir sozinha.
Sinto falta do seu gosto musical perfeito.
Do seu abraço quente e confortável, ou de quando sussurrava alguma bobeira no meu ouvido...
Sinto falta de quando alguém nos chamava por termos quase o mesmo nome, e poxa como eu amava ter o mesmo apelido que o seu!
Sinto falta do seu sorriso bobo, o que era tão perfeito e eu acho que nunca mais verei...
É, poxa, eu sinto tanto a sua falta, falta de você, da nossa amizade. Mas eu sei que você não sente a mínima falta de mim. Mas tudo bem, quando essa abstinência passar, eu sei que vai passar, tudo isso vai apenas parecer uma bobeira distante da minha cabeça sem sentido :)."

Wish You Were Where - Pink Floyd http://www.youtube.com/watch?v=JQ4wX76_oMI


       Não quero que espere eu cair, e me levante quando eu já estiver machucada. Me apoie, assim eu sempre seguirei de pé; com a sua ajuda. Não é dependência - tá, talvez seja um pouco - é apenas a dura realidade: todo mundo precisa de alguém. Por mais que você negue, você precisa, pelo simples fato de ser um humano.

sexta-feira, 21 de junho de 2013


Oi :)
Ultimamente venho escutando muitos estilos de músicas diferentes do que sou acostumada a escutar (My Chemical Romance como sempre haha). E entre uma banda diferente e outra, encontrei Imagine Dragons, que é uma banda de Indie Rock (*-*) de Las Vegas (*-*²) e acabei me viciando neles. As letras são bem reflexivas e legais e o som é simplesmente demais!
Aqui vai o link de algumas das minhas músicas prediletas até agora:
Radioactive - http://www.youtube.com/watch?v=ktvTqknDobU
It's Time - http://www.youtube.com/watch?v=sENM2wA_FTg
Amsterdam - http://www.youtube.com/watch?v=TKtPXO5iEnA
On The Top Of The World - http://www.youtube.com/watch?v=wCVrC7Dg2qo
Bleeding Out - http://www.youtube.com/watch?v=gJEoxeW7JvQ
Fallen - http://www.youtube.com/watch?v=Xdm8SgMMhdM

Espero que gostem :3
bjs u-u

quinta-feira, 20 de junho de 2013



         Você é a razão da minha vida, sabia? Todo dia quando eu acordo com a maior preguiça do mundo, eu me lembro que vou te ver, assim minha visão sobre o dia tedioso e monótomo que eu tinha em mente, se transforma em uma bela visão; um dia maravilhoso. Só porque eu vou te ver, te ouvir cantar as músicas que eu não gosto, fazer as brincadeiras bobas e sem sentido. E me reconfortar com um abraço do jeito que só você consegue. Você é a pessoa que me dá forças para levantar e seguir meus sonhos, pois eu sei que você sempre estará comigo para me apoiar, e me ajudar a realizar todos meus sonhos malucos e impossíveis. 

segunda-feira, 17 de junho de 2013



"Não se preocupe, na vida tudo passa.
Se está difícil agora, logo mais você vera que aquilo era apenas uma dorzinha banal.
Um dos nossos objetivos nessa vida, é fazer alguma coisa que nos deixem felizes, mas para isso acontecer, devemos provar um pouco da dor, por que como sem a dor reconheceríamos o prazer?
Então querido, não desista, não ache que está difícil de suportar, essa é apenas uma das dores de todas que você irá sentir, para no fim ser feliz e completo!"

sábado, 15 de junho de 2013

Left Behind

       

      Roupas... confere. Remédio para dor de cabeça, estômago e colírio... confere. Sapatos... confere. Bobagens desnecessárias que eu insisto em carregar... confere. 
      Tudo mais do que pronto para pegar o avião de deixar o trabalho de lado nos próximos quinze dias. É difícil abandonar o trabalho, minha casa. Estão sempre precisando de mim o tempo todo. E é justamente por isso que preciso me afastar. Eles vão ter que aprender ficar sem mim por um tempo; e eu, tenho que aprender a viver sem minha rotina controlada. Preciso começar a viver de verdade, já adiei esse dia por muito tempo. - E ainda fingo ser uma pessoa pontual - Tenho que parar de agir como se o trabalho fosse a coisa mais essencial do mundo. É só... Trabalho. É uma consequência da vida, e não a vida em si. 
     Bom, está na hora de ir. Eu vou sobreviver sem agenda. Vou sim. 

quinta-feira, 13 de junho de 2013


"Mas por que eu sinto tanto a sua falta?
Por que eu sempre te procuro com o olhar?
Por que eu ainda acho que vai voltar?
Por que eu crio esperanças sabendo que você já seguiu em frente?
E eu como sempre, ficando para trás..."

No love lost - Joy Division http://www.youtube.com/watch?v=TGRHO_yUTE0

terça-feira, 11 de junho de 2013

vamos fugir, desse lugar, baby ♪♫


As vezes ma dá uma enorme vontade de desaparecer desse mundo onde tudo que fazemos tem um propósito; estamos sempre pensando no futuro. Estudamos para ter um bom emprego, temos um bom emprego para pagar as contas, filhos para cuidar de nós na velhice, descontos do nosso salário para recebermos aposentadoria.... Pois é, sempre o futuro. Queria viver só o agora, sem medo do amanhã, sem ficar pensando que cada curva que eu faça vá me levar a algum lugar, e que tenho que pensar mil vezes antes de fazê-la. 

sábado, 8 de junho de 2013

   

      Parecia até um sonho se tornando realidade. Eu finalmente havia encontrado um grupo de amigos em que todos eram muito parecidos comigo. Mesmas músicas, mesmos filmes, mesmos livros, mesmos Hobbies... Era tudo tão perfeito. Mas não era tão real assim. Melhor: não era tão durável.
     Um dia todos crescem e escolhem um caminho diferente, e fica difícil agir como se todos ainda estivéssemos no mesmo lugar; porque não estamos!
     Nós soltamos as mãos num movimento forçado pelo "destino". Claro que ainda tentamos desviar e voltarmos para o mesmo caminho. Entretanto, jamais será como a na nossa lembrança que guardamos com tanto carinho.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Resenha: A mansão Hollow

     Finalmente depois de tentar intercalar leitura com outras 52532 atividades, eu consegui terminar de ler A mansão Hollow, de Agatha Christie. 
   
 
  Algumas pessoas combinam de passar o tradicional fim de semana na casa de Lady Angkatell, a Mansão hollow. Midge não gosta muito da ideia, mas vai para fazer a vontade de John, seu esposo, que adora os fins de semana na mansão. E um dos motivos, é que ele encontrará lá sua amante, Henrietta. O que ninguém esperava era que uma ex-namorada de John tinha uma casa perto, e aparece do nada, tarde da noite para pedir fósforos. E uma coisa mais estranha ainda aconteceu no dia seguinte: um assassinato perto da piscina, em que todos, sem exceção de ninguém, eram suspeitos. O detetive Hercule Poirot, que estava na mansão como convidado para um almoço, começa a investigar o caso. O desfecho foi surpreendente. 
      Não posso contar mais do que isso, você precisará descobrir sozinho(a). Afinal, é um romance policial.
      Não é um romance recente, e nem um dos mais famosos da dama do crime, mas com certeza é um dos melhores romances policiais que eu já li - tá, eu não li tantos assim, mas alguns eu li. - Não está entre aqueles que todo mundo comenta, e mesmo assim, é um livro que vou ler de novo, e de novo, e de novo... Mesmo que eu já conheça o desfecho da história. E foi muito legal ler pensando "quem será o criminoso? Quem será a vítima?". Tudo isso antes mesmo do crime acontecer. 
Eu recomendo muito esse livro, sem dúvida alguma é uma ótima leitura para quem quer fugir um pouco do tipo de livro que mais lemos, - uma boa parte das pessoas - que é aquele tipo de romance sentimental. Que eu também adoro, e em breve eu vou resenhar para vocês alguns mais novos. 

      Para quem se interessar, pode comprar aqui o livro.

     Ela tem váááários outros livros também, olhe a pequena listinha:




quinta-feira, 6 de junho de 2013

RESENHA: A CULPA É DAS ESTRELAS



Essa é minha primeira resenha, então não reparem se estiver ruim :x

Hazel Grace é uma paciente terminal de um câncer nos pulmões. Quando sua mãe acha que ela está muito "depressiva" por ler o mesmo livro várias vezes e quase não ter amigos além dos pais, manda ela a um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. É lá que ela conhece Augustus Waters, um garoto um ano mais velho que ela e que se curou de um câncer mas perdeu uma perna.
Hazel e Augustus vivem várias aventuras durante o livro *spoiler* com um fim trágico.
Eu gostei bastante do livro e achei ele muito inspirador, e espero melhorar minhas resenhas futuramente haha
Bjos

quarta-feira, 5 de junho de 2013



Se não fosse amor eu já teria desistido de nós. 
Não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado. 
Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão. 
Se não fosse amor não haveria saudade, nem o meu querido pensamento o tempo todo em você.

terça-feira, 4 de junho de 2013

just another lost text

   

      Eu sou chata, exigente, gosto de tudo do meu jeito, sou estressada por causa da correria do dia-a-dia, faço mil coisas dentro de 24 horas, e ver o pôr-do-sol é algo que eu não teria paciência. E eu não sou boa em cuidar de ninguém, no máximo de mim mesma, e olhe lá!
       Mas ainda acho que tenho direito de ser feliz, sem ser considerada uma pessoa doente do século XIX.

"Eu só queria alguém para segurar minha mão quando as coisas estivessem ruins,
E queria segurar a mão de alguém quando as coisas estiverem ruins pra ela.
Mas ás vezes as pessoas só querem que segurem as mãos delas,
E acabam soltando a sua..."

segunda-feira, 3 de junho de 2013


"Os dois pareciam o casal perfeito. Sempre em sintonia um com o outro, sempre de bom humor, sempre juntos e alegres.
O que ninguém imaginava era que entre todos aqueles sorrisos e troca de carinhos, existiam lágrimas e uma grande angústia.
Ele ás vezes se afastava do nada, parecia triste com ela, sem motivos. E ela sem saber o por que, vivia vestindo sua mascara de alegria perto dos outros, e acharem que tudo estava bem. De um dia para o outro ficava tudo bem, e ninguém precisava saber da tempestade que existia entre eles.
Tentavam ser perfeitos aos olhos dos outros.
E eles são, mas não precisam provar para ninguém."

domingo, 2 de junho de 2013